HOME

TIPOS DE DROGA

PRINCIPAIS DROGAS

REAÇÃO DAS DROGAS

PSICOTERAPEUTA

TRATAMENTO

FOTOS

História

Patrocinadores

 
   
 

Casa  de Recuperação Renascer

 

Tipos de Drogas

ANFETAMINAS

Classificação: Estimulante.

Uso médico: Diabético para aliviar a pressão e narcolépsia (ataques de sono profundo)

Tipos populares: Anfetamina, difetamina, metanfetamina.

Maneiras de usar: Oral e injetável.

Efeitos: Loquacidade, excitabilidade, levantamento de ânimo.

Dependência: Psicológica.

Tolerância: Sim.

Complicações físicas: Cansaço, falta de apetite, enfermidades relacionadas com agulhas contaminadas (hepatite, AIDS).

Comentário: Quando usada por largo período para manter-se acordado, o esgotamento severo da energia física pode levar a uma debilidade, à medida que o efeito da droga desaparece (uma possível cauda de acidentes de automóveis).

BARBITÚRICOS

Classificação: Depressivo.

Uso médico: Sedativo tratamento de epilepsia, pressão sanguínea e insônia.

Tipos populares: Fenobarbital, pentobarbital, amobarbital.

Efeitos: Andar cambaleante, equilíbrio instável, alocução imperfeita, palavras mal pronunciadas, embriagues.

Dependência: Física e psicológica.

Tolerância: Sim.

Complicações físicas: Coma, defeito respiratório, prostração nervosa e morte.

Comentário: Quando tomado com bebida alcoólica pode resultar na morte O uso de barbitúrico é mais perigoso do que os dos narcóticos.

DELIRANTES

Classificação: Elemento químico volátil.

Uso médico: Nenhum.

Tipos populares: Solvente de pinturas, líquidos para limpar roupas, gasolina.

Maneira de usar: Inalação.

Efeitos: Intoxicação, estimulante, visão embaraçada, falar incoerente, vômitos.

Dependência: Psicológica.

Tolerância: Possivelmente.

Complicações físicas: Alguns tipos podem prejudicar o fígado, o sangue, o sistema nervoso central e os rins.

Comentário: Conduto psicótico já registrado em alguns casos.

OPIÁCIOS

Classificação: Depressivo.

Uso médico: Alivio de dor depois de intervenções cirúrgicas e na face final de enfermidades mortais.

Tipos populares: Heroína, morfina, codeína, metadone.

Maneira de usar: Injetável, por aspiração, oralmente.

Efeitos: Estupor, sonolência, possíveis náuseas e respiração difícil.

Dependência: Física e psicológica.

Tolerância: Sim

Complicações físicas: A adição pode ser imediata, mas não é reconhecida até que ocorram os sintomas. Sobredose pode resultar na prostração nervosa e na morte

Comentário: A heroína é o mais forte dos opiáceos.